Você está aqui: Página Inicial Notícias 2013 Novembro Reitor da UFOPA recebe prêmio de Personalidade Amazônica nesta sexta, 22

Reitor da UFOPA recebe prêmio de Personalidade Amazônica nesta sexta, 22

Ocorrerá no próximo dia 22 a sessão solene de outorga dos Prêmios Professor Samuel Benchimol e Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente 2013, na sede da Federação das Indústrias do Estado de Roraima (FIER), em Boa Vista (RR). O reitor da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), Prof. Dr. José Seixas Lourenço, será o principal homenageado, tendo sido escolhido na categoria Personalidade Amazônica.

As premiações anuais foram instituídas pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e Banco da Amazônia, com apoio da Confederação Nacional da Indústria e do Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa.

O Prêmio Samuel Benchimol reconhece e homenageia projetos inovadores nas categorias ambiental, econômico-tecnológica e social, bem como pessoas (empresários, executivos, acadêmicos, gestores de políticas públicas etc.) que contribuem para o desenvolvimento sustentável da região – categoria Personalidade Amazônica. Já o Prêmio Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente identifica projetos com abordagem integrada e iniciativas de suporte ao desenvolvimento regional, com o objetivo de estimular iniciativas inovadoras nos campos econômico e educacional. Na edição 2011, o Centro de Formação Interdisciplinar (CFI) da UFOPA foi premiado com o 1º lugar na categoria Suporte ao Desenvolvimento Regional.

A indicação do reitor da UFOPA para concorrer à categoria partiu da Federação das Indústrias do Pará (FIEPA) e da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (FAEPA). O julgamento dos prêmios ocorreu no último dia 17 de outubro em Boa Vista (RR) pela Comissão Julgadora, que é composta por representantes das entidades promotoras e apoiadoras dos prêmios dos diversos estados da Amazônia Legal, um representante da família de Samuel Benchimol e membros de livre escolha do presidente-executivo e da presidência do Banco da Amazônia, selecionados a cada ano. As categorias são julgadas por subcomissões temáticas, com exceção da Personalidade Amazônia e da Empresa da Amazônia, decididas pelo plenário da comissão.

Sobre o homenageado

José Seixas Lourenço tem graduação em Física pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (USP), mestrado e doutorado em Geofísica pela Universidade de Berkeley, Califórnia (EUA). Iniciou sua carreira de gestor como diretor do Centro de Ciências Geofísicas e Geológicas da Universidade Federal do Pará (UFPA), de 1973 a 1981. Foi reitor da UFPA no período de 1985 a 1989, tendo criado o programa de interiorização daquela universidade.

Exerceu cargos de gestão em importantes instituições de ensino e pesquisa da Amazônia, dentre as quais o Museu Paraense Emílio Goeldi – MPEG (diretor de 1982 a 1985), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA (diretor de 1992 a 1999) e Associação de Universidades Amazônicas (Unamaz) – que congrega cerca de 50 instituições de ensino, pesquisa e extensão dos países membros do Tratado de Cooperação Amazônica –, da qual é cofundador e foi presidente (1987 a 1997).

Seixas Lourenço foi, ainda, presidente da Companhia de Mineração do Pará – Paraminérios (1989 a 1991), secretário de Coordenação dos Assuntos de Amazônia Legal do Ministério do Meio Ambiente (MMA), secretário executivo do Conselho Nacional da Amazônia Legal (Conamaz), assessor especial do Ministério da Ciência e Tecnologia para Assuntos de Regionalização das Ações de C&T e presidente da Sociedade Brasileira de Geofísica (1978 a 1983), além de ter participado de dezenas de conselhos e comissões. Muito do que se tem hoje nas instituições produtoras de Ciência, Tecnologia e Inovação atuando na Amazônia é fruto de sua contribuição.

Atuação na UFOPA

José Seixas Lourenço presidiu a Comissão de Implantação da Universidade Federal do Oeste do Pará e, desde 2009, é reitor pro tempore da instituição, que surgiu para ser a primeira universidade federal com sede no interior da Amazônia, com atuação nos municípios de Santarém (sede), Alenquer, Itaituba, Juruti, Monte Alegre, Óbidos e Oriximiná. Em 4 anos, completados no último dia 5, a Universidade propiciou o acesso a quase 5.000 alunos em seus programas regulares, com previsão de entrada de outros 1.200 jovens em 2014; e está proporcionando a qualificação de 3.500 alunos-professores através do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR). A Universidade já dispõe de 10 cursos de especialização latu sensu, 5 mestrados e 2 doutorados.

Nesse período, a UFOPA ampliou suas instalações físicas, incluindo um prédio de salas especiais no Câmpus Tapajós e outro de 4 andares no Câmpus Rondon, e deu início ao processo de construção do Restaurante Universitário (RU), que possibilitará o atendimento de aproximadamente 6 mil usuários por dia. Destacam-se, ainda, a implantação do Parque de Ciência e Tecnologia do Tapajós, em parceria com o Governo do Estado e apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), e a proposta entregue ao Ministério da Educação (MEC) de criação do Instituto de Saúde Coletiva.

A atuação de Seixas Lourenço tem sido marcada pelo compromisso com a sociedade, criação de projetos inovadores, defesa dos interesses regionais e ampliação de oportunidades educacionais e acesso de jovens à carreira científica.

Prêmios e distinções:

Entre as homenagens e distinções recebidas pelo professor, estão:

- Ordem do Mérito Grão-Pará, no grau de Grande Oficial, concedida pelo Governo do Estado do Pará (1987);

- Títulos Honoríficos de Cidadão de Castanhal (1987), Soure (88), Altamira (89), Santarém (90) e Marabá (91);

- Título de Professor Honoris Causa da Universidade Federal do Maranhão – UFMA (1987);

- Prêmio Anísio Teixeira, conferido pela Capes/MEC, em reconhecimento à excepcional contribuição ao desenvolvimento das instituições educacionais e científicas no Brasil através do magistério, da pesquisa e da liderança institucional, entregue pelo Presidente da República (1991);

- Medalha da Ordem Nacional do Mérito Educativo, conferida pelo Presidente da República (1993);

- Cientista do Ano no Oscar Visão Amazônica, conferido pelo Sistema de Comunicação Visão Amazônica e pelo Sindicato dos Jornalistas do Amazonas (1994);

- Fellow of the Institute Institute of Brazilian Business and Public Management Issues of the George Washington University, School of Business and Public Management (1998).

- 16.11.2004 – Diploma de Honra ao Mérito pela notável contribuição ao conhecimento das plantas medicinais do Brasil, por ocasião do XVIII Simpósio de Plantas Medicinais.

- 16.12.2010 – Outorga pela Associação Panamazônia da Medalha Grandes Amazônidas, em reconhecimento pela valiosa contribuição à difusão e ao fortalecimento do movimento panamazonista.

- 9.11.2011 – Outorga pelo Quality TV & Jornais do Prêmio Imprensa e Prêmio Quality.

Para conferir a lista de agraciados dos prêmios Samuel Benchimol em 2013, acesse: www.amazonia.mdic.gov.br.

Comunicação/UFOPA

11/11/2013